terça-feira, 31 de março de 2015

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'
​​
Minha boca anunciará vossa justiça.
Salmo 70

Evangelho do dia: (Jo 13,21-33.36-38)


Naquele tempo, estando à mesa com seus discípulos, 21Jesus ficou profundamente comovido e testemunhou: “Em verdade, em verdade vos digo, um de vós me entregará”. 22Desconcertados, os discípulos olhavam uns para os outros, pois não sabiam de quem Jesus estava falando.

23Um deles, a quem Jesus amava, estava recostado ao lado de Jesus. 24Simão Pedro fez-lhe um sinal para que ele procurasse saber de quem Jesus estava falando. 25Então, o discípulo, reclinando-se sobre o peito de Jesus, perguntou-lhe: “Senhor, quem é?”

26Jesus respondeu: “É aquele a quem eu der o pedaço de pão passado no molho”. Então Jesus molhou um pedaço de pão e deu-o a Judas, filho de Simão Iscariotes. 27Depois do pedaço de pão, Satanás entrou em Judas. Então Jesus lhe disse: “O que tens a fazer, executa-o depressa”.

28Nenhum dos presentes compreendeu por que Jesus lhe disse isso. 29Como Judas guardava a bolsa, alguns pensavam que Jesus lhe queria dizer: ‘Compra o que precisamos para a festa’, ou que desse alguma coisa aos pobres. 30Depois de receber o pedaço de pão, Judas saiu imediatamente. Era noite.

31Depois que Judas saiu, disse Jesus: “Agora foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi glorificado nele. 32Se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e o glorificará logo. 33Filhinhos, por pouco tempo estou ainda convosco. Vós me procurareis, e agora vos digo, como eu disse também aos judeus: ‘Para onde eu vou, vós não podeis ir’”.

36Simão Pedro perguntou: “Senhor, para onde vais?” Jesus respondeu-lhe: “Para onde eu vou, tu não me podes seguir agora, mas seguirás mais tarde”. 37Pedro disse: “Senhor, por que não posso seguir-te agora? Eu darei a minha vida por ti!” 38Respondeu Jesus: “Darás a tua vida por mim? Em verdade, em verdade te digo: o galo não cantará antes que me tenhas negado três vezes”.

Mensagem do dia:

"Não é tanto o que fazemos, mas o motivo pelo qual fazemos que determina a bondade ou a malícia."
Santo Agostinho

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Terça-feira - 19:30h -  Missa da Misericórdia
                                       Igreja das Bem Aventuranças
                                       Presidida por: Pe. Emanoel

                                     
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas
                      19:30h - Missa Igreja Matriz do Espírito Santo
                                   Presidida por: Pe Danilo
                                                
Quinta-feira - 19:30h – Lava Pés
                                    Igreja São Filipe
                                    Presidida por: Frei Elisio
Sexta-feira -  06h - Via sacra pelas ruas do bairro

                   15h - Celebração da Paixão do Senhor
                           Igreja da Imaculada
                           Presidida por: Frei Elisio
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

                  20h - Vigilia pascal
                           Igreja São Filipe
                          Presidida por: Frei Valterson
Domingo - 10h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Danilo


A paz de Jesus e o amor de Maria

segunda-feira, 30 de março de 2015

Semana Santa: um guia para vivermos a última semana de Jesus dia por dia

Após o Domingo de Ramos, acompanhemos Jesus até a Sua Ressurreição!

No coração da nossa fé, pulsa o grande Mistério Pascal: a Paixão, a Morte, a Ressurreição e a Ascensão de Jesus Cristo. Toda a História da Salvação culmina nestes acontecimentos salvíficos – e se fundamenta neles. Esta é a semana em que o ministério público de Jesus chega ao ápice em seu sofrimento, morte e ressurreição.

Sugerimos que você imprima este texto e o leia todos os dias desta Semana Santa, caminhando ao lado de Jesus nos dias mais difíceis que Ele viveu nesta terra.

Alguns estudiosos negam que possamos reconstituir o dia-a-dia da última semana de Jesus devido às lacunas históricas e a episódios que não se encaixam numa cronologia perfeita. Além disso, São João propõe um cenário muito diferente (talvez como interpretação teológica) da Última Ceia e da relação entre ela e a Páscoa. A sequência de fatos que recapitulamos a seguir segue basicamente os evangelhos sinóticos (Mateus, Marcos e Lucas). Se considerarmos as diferenças apenas no nível do detalhe e não como diferenças de fato, é um material que pode ser de grande ajuda espiritual para todos nós.

Convidamos você, portanto, a ler esta reconstituição como um cenário provável, mas não inquestionável, da última semana de Jesus. Participe das liturgias da Semana Santa em sua paróquia, celebrando-as na comunidade da Igreja e abrindo-se à experiência renovada da realidade central da nossa fé: nosso Senhor Ressuscitado está vivo no meio de nós!


DOMINGO DE RAMOS: a Semana Santa começa com a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Essa manhã de domingo, que se torna presente hoje em nossa vida cristã, é narrada pelos quatro evangelistas. A procissão com os ramos em mãos nos transforma em parte daquela multidão que recebe Jesus como Rei. De acordo com Marcos, 11,11, Jesus voltou naquela mesma noite para Betânia, na periferia de Jerusalém. Talvez Ele tenha ficado com seus amigos Marta, Maria e Lázaro. É uma noite em que Jesus considera os dias difíceis que o esperam pela frente.

SEGUNDA-FEIRA DA SEMANA SANTA: De acordo com Mateus 21, Marcos 11 e Lucas 19, Jesus retorna a Jerusalém neste dia e, vendo as práticas vergonhosas realizadas na área do templo, reage com zelosa indignação. O evangelho de João registra ainda que Ele repreendeu a incredulidade das multidões. Marcos, em 11,19, escreve que Jesus voltou para Betânia também nesta noite. Oremos com Jesus, tão zeloso por nos purificar.

TERÇA-FEIRA DA SEMANA SANTA: Segundo Mateus, Marcos e Lucas, Jesus retorna novamente a Jerusalém, onde é confrontado pelos dirigentes do templo quanto à Sua atitude do dia anterior. Eles questionam a autoridade de Jesus, que responde e ensina usando parábolas como a da vinha (cf. Mt 21,33-46) e a do banquete de casamento (cf. Mt 22,1). Há também o ensinamento sobre o pagamento dos impostos (cf. Mt 22,15) e a repreensão aos saduceus, que negam a ressurreição (cf. Mt 22,23). Jesus faz ainda a terrível profecia sobre a destruição de Jerusalém caso os seus habitantes não creiam nele, afirmando que não restará pedra sobre pedra (cf. Mt 24). Continuemos a rezar com Jesus e a ouvir atentamente os seus ensinamentos finais, pouco antes da Paixão.

QUARTA-FEIRA DA SEMANA SANTA: É neste dia que Judas conspira para entregar Jesus, recebendo em troca trinta moedas de prata (cf. Mt 26,14). Jesus provavelmente passou o dia em Betânia. À noite, Maria de Betânia o unge com um caro óleo perfumado. Judas objeta contra esse “desperdício”, mas Jesus o repreende e diz que Maria o ungiu para o seu sepultamento (cf. Mt 26,6). Os ímpios conspiram contra Jesus. Reforcemos a nossa oração em união com Ele.

QUINTA-FEIRA SANTA: Começa o Tríduo Pascal, os três dias que culminarão na Ressurreição de Jesus! O Cristo instrui seus discípulos a se prepararem para a Última Ceia. Durante o dia, eles fazem os preparativos (cf. Mt 26,17). Na Missa da Ceia do Senhor que celebramos em nossas paróquias, recordamos e tornamos presente hoje a Última Ceia que Jesus compartilhou com seus apóstolos. Estamos no andar superior, com Jesus e os doze, e fazemos o que eles fizeram. Por meio do ritual de lavar os pés (Jo 13, 1) de doze paroquianos, todos nós nos unimos no serviço de uns aos outros. Por meio da celebração desta primeira Missa e da instituição da Sagrada Eucaristia (Mt 26,26), unimo-nos a Jesus e recebemos o Seu Corpo e o Seu Sangue como se fosse a primeira vez. Nesta Eucaristia, damos especiais graças a Deus pelo dom do sacerdócio ministerial: foi nesta noite que Ele ordenou os seus doze apóstolos a “fazerem isto em memória de mim”. Após a Última Ceia, que foi a Primeira Missa, os apóstolos e Jesus se dirigem pelo Vale do Cedron até o Horto das Oliveiras, onde o Cristo lhes pede que orem e vigiem, enquanto Ele experimenta a sua agonia (cf. Mt 26,30). Nós também iremos em procissão, com Jesus vivo no Santíssimo Sacramento, até o altar de repouso, previamente preparado na paróquia, e que representa o Horto. A liturgia de hoje termina em silêncio. É antigo o costume de passar uma hora em adoração diante do Santíssimo Sacramento nesta noite. Permanecemos, assim, ao lado de Jesus no Horto das Oliveiras e oramos enquanto Ele enfrenta a sua terrível agonia. Perto da meia-noite, Jesus será traído por Judas. O Cristo será preso e levado para a casa do sumo sacerdote (cf. Mt 26,47).

SEXTA-FEIRA SANTA: Durante toda a noite, Jesus fica trancado no calabouço da casa do sumo sacerdote. Pela manhã, Ele é levado até a presença de Pilatos, o governador romano, que repassa o caso para o rei Herodes. Herodes o manda de volta para Pilatos, que, em algum momento no meio da manhã, cede à pressão das autoridades do templo e das multidões e condena Jesus à morte cruel por crucificação. No final da manhã, Jesus é levado pelos soldados através da cidade até a colina do Gólgota. Ali, ao meio-dia, Ele é pregado na cruz e agoniza durante cerca de três horas. Por volta das três da tarde, Jesus entrega o Espírito ao Pai e morre. Descido da cruz, é colocado apressadamente no sepulcro antes do anoitecer. Este é um dia de oração, jejum e abstinência. Sempre que possível, os cristãos são chamados a se abster do trabalho, de compromissos sociais e de entretenimento, a fim de se dedicarem à oração e à adoração em comunidade. De manhã ou ao meio-dia, muitas paróquias realizam a última via-crúcis e uma palestra espiritual sobre as sete palavras finais de Jesus. Outras paróquias oferecem a via-crúcis e as “Sete Palavras” às 3h da tarde, no momento da morte de Jesus. À tarde ou à noite, nos reunimos silenciosamente em nossas igrejas para refletir sobre a morte de Jesus na cruz e rezar pelas necessidades do mundo. Também veneramos a redenção de Cristo na cruz com um beijo sobre o crucifixo. Nossa fome, neste dia de jejum, é satisfeita com a Sagrada Comunhão, consagrada na véspera e distribuída no final desta liturgia. Refletimos também sobre os apóstolos, que podem ter se reunido com medo na noite anterior e refletido sobre tudo o que havia acontecido.

SÁBADO SANTO: O corpo de Jesus está no sepulcro, mas a sua alma, entre os mortos, anuncia o Reino dos Céus. Chega a hora em que os mortos ouvem a voz do Filho de Deus e os que a ouvem viverão (Jo 5,25). Enquanto isso, desolados com a morte de Jesus, os discípulos observam o sábado judaico imersos na tristeza. Eles se esqueceram da promessa de Jesus. Mas nós não podemos nos esquecer! Não podemos esquecer! Nesta noite, depois do pôr-do-sol, nós nos reuniremos em nossas paróquias para a Grande Vigília Pascal, durante a qual experimentaremos o Jesus ressuscitado dos mortos! Começaremos o nosso encontro na escuridão e acenderemos o fogo da Páscoa, que nos lembra que Jesus é a Luz que brilha nas trevas. Jesus é a Luz do mundo. Entraremos na igreja e ouviremos atentamente os relatos da Bíblia que descrevem a obra salvadora de Deus nos tempos passados. É então que, de repente, as luzes da igreja são acesas e é cantado o Glória jubiloso com o qual celebramos o momento da Ressurreição de Cristo! Jesus Cristo vive! Na alegria da Ressurreição, celebramos então os sacramentos do Batismo, da Confirmação e da Eucaristia para os nossos catecúmenos e para os candidatos que se prepararam durante muitas semanas até a chegada desta noite. Como Igreja, cantamos o Aleluia pela primeira vez em longos quarenta dias. Faça tudo que estiver ao seu alcance para estar presente nesta noite na Vigília Pascal e convide também os seus amigos e a sua família. A Ressurreição de Cristo é o centro da nossa fé: é o momento mais importante de toda a História da Salvação! A nossa vigília culmina em uma alegria pascal que nunca mais terá fim! 

Fonte: Aleteia

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'

O Senhor é minha luz e salvação.
Salmo 26

Evangelho do dia: (Jo 12,1-11)


1Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi a Betânia, onde morava Lázaro, que ele havia ressuscitado dos mortos. 2Ali ofereceram a Jesus um jantar; Marta servia e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. 3Maria, tomando quase meio litro de perfume de nardo puro e muito caro, ungiu os pés de Jesus e enxugou-os com seus cabelos. A casa inteira ficou cheia do perfume do bálsamo.

4Então, falou Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, aquele que o havia de entregar: 5“Por que não se vendeu este perfume por trezentas moedas de prata, para dá-las aos pobres?” 6Judas falou assim, não porque se preocupasse com os pobres, mas porque era ladrão; ele tomava conta da bolsa comum e roubava o que se depositava nela.

7Jesus, porém, disse: “Deixa-a; ela fez isto em vista do dia da minha sepultura. 8Pobres, sempre os tereis convosco, enquanto a mim, nem sempre me tereis”.

9Muitos judeus, tendo sabido que Jesus estava em Betânia, foram para lá, não só por causa de Jesus, mas também para verem Lázaro, que Jesus ressuscitara dos mortos. 10Então, os sumos sacerdotes decidiram matar também Lázaro, 11porque, por causa dele, muitos deixavam os judeus e acreditavam em Jesus.

Mensagem do dia:
"O perdão é gota divina porque é o único caminho para a cura interior."
Padre Leo

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Segunda-feira -  15h – Legião de Maria.
                            19h – AA
                           19:30h – Missa Penitencial
                                         Presidida por: Frei Luciano


Terça-feira - 19:30h -  Missa da Misericórdia
                                       Igreja das Bem Aventuranças
                                       Presidida por: Pe. Emanoel
                                     
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas
                      19:30h - Missa Igreja Matriz do Espírito Santo
                                   Presidida por: Pe Danilo
                                                
Quinta-feira - 19:30h – Lava Pés
                                    Igreja São Filipe
                                    Presidida por: Frei Elisio
Sexta-feira -  06h - Via sacra pelas ruas do bairro

                   15h - Celebração da Paixão do Senhor
                           Igreja da Imaculada
                           Presidida por: Frei Elisio
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

                  20h - Vigilia pascal
                           Igreja São Filipe
                          Presidida por: Frei Valterson
Domingo - 10h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Danilo


A paz de Jesus e o amor de Maria

quarta-feira, 25 de março de 2015

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?


'​A paz esteja nesta casa!'
​​
​Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!
Salmo 39

Evangelho do dia: (Lc 1,26-38)


Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”

29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”.

34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?” 35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”. 38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.

Mensagem do dia:
"Reavive a cada momento a sua confiança em Deus e mais ainda na hora das provações."
São Padre Pio de Pietrelcina

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas

                                                
Quinta-feira - 07h - Santa Missa
                                   Presidida por: Pe. Danilo
                         19:30h – Noite de Louvor e Adoração.

Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                 Presidida por Pe. Emanuel
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo - 08h - Concentração no Espírito Santo, com bênção dos ramos, seguindo para São Filipe. Todas as Comunidades do Tancredo Neves.
                              Presidida por Pe. Danilo

 A paz de Jesus e o amor de Maria

terça-feira, 24 de março de 2015

Para que serve a estola? Por que o padre a usa, se não a vemos?

Os 7 importantes significados do ornamento litúrgico que simboliza a dignidade sacerdotal

É muito significativo que a Igreja queira revestir seus ministros sagrados com trajes próprios para a ação sagrada. Os ornamentos sacerdotais, como foram se desenvolvendo ao longo do tempo, são uma expressão da ação sacerdotal.

Os ornamentos litúrgicos de hoje têm sua origem nos ornamentos sacerdotais e levíticos da Antiga Lei e, portanto, nas antigas vestiduras dos nobres romanos.

Estão destinados à celebração dos santos mistérios da nossa fé, têm um alto sentido espiritual, uma funcionalidade ritual e um caráter distintivo na ordem dos ministros. Com seu simbolismo, eles nos ensinam a prover-nos de armas espirituais no combate contra o espírito do mal.

Dentro dos ornamentos litúrgicos, destaca-se, ainda que não seja muito evidente à vista, a estola. Ela é uma espécie de faixa que o sacerdote pendura no ombro sobre o peito e ajuda com o cíngulo sobre a alva e sob a casula.

A estola deve ser da mesma cor da casula; sua única decoração é uma cruz no meio (na altura do pescoço), que o ministro ordenado beija antes de colocá-la.

A disciplina atual prescreve seu uso na missa, nos sacramentos, sacramentais e sempre que haja um contato com a Eucaristia.

Desconhece-se com exatidão a origem da estola, mas o mais provável é que ela derive do manto de oração dos judeus, mais especificamente do “orarium”, nome com o qual a estola era conhecida na antiguidade.

A palavra “orarium” é um termo relacionado a “orare” (falar, pregar), o que torna este ornamento uma insígnia dos pregadores.

A Bíblia a classifica entre as vestiduras de honra. A partir do século XII, não se usou mais o terno “orarium”, mas “estola”.

Simbolismo da estola

1. É símbolo do poder e da autoridade sacerdotal, sinal por excelência da dignidade sacerdotal.

2. Como a estola era uma vestimenta utilizada por pessoas de certa dignidade, simboliza a dignidade do primeiro homem, do homem antes do pecado original.

3. Simboliza também a inocência necessária para o cumprimento do serviço sacerdotal e a veste de glória que o servo bom e fiel usará em recompensa pelos seus méritos. Evoca, portanto, o traje de festa que o Pai colocou no filho pródigo quando ele voltou à casa. Só Deus pode nos dar tal vestimenta e tornar-nos dignos de sentar à sua mesa, ao seu serviço.

4. Como é usada sobre o pescoço, assemelha-se a um jugo, o suave jugo de nosso Senhor, ou seja, as obrigações do estado sacerdotal.

5. A estola também simboliza as ovelhas que o Bom Pastor carrega sobre os ombros.

6. Ela é sinal das sogas com que nosso Senhor foi arrastado ao calvário.

7. Finalmente, a estola do diácono é símbolo de sacrifício e generosidade ao serviço da comunidade cristã. 

Fonte: Aleteia

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'

​​​Ouvi, Senhor, e escutai minha oração e chegue até vós o meu clamor.
Salmo 101,2-21

Evangelho do dia: (Jo 8,21-30)


Naquele tempo disse Jesus aos fariseus: 21“Eu parto, e vós me procurareis, mas morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, vós não podeis ir”.

22Os judeus comentavam: “Por acaso, vai-se matar? Pois ele diz: ‘Para onde eu vou, vós não podeis ir’?”

23Jesus continuou: “Vós sois daqui debaixo, eu sou do alto. Vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo. 24Disse-vos que morrereis nos vossos pecados, porque, se não acreditais que eu sou, morrereis nos vossos pecados”.

25Perguntaram-lhe pois: “Quem és tu, então?” Jesus respondeu: “O que vos digo, desde o começo. 26Tenho muitas coisas a dizer a vosso respeito, e a julgar, também. Mas aquele que me enviou é fidedigno, e o que ouvi da parte dele é o que falo para o mundo”.27Eles não compreenderam que lhes estava falando do Pai. 28Por isso, Jesus continuou: “Quando tiverdes elevado o Filho do Homem, então sabereis que eu sou, e que nada faço por mim mesmo, mas apenas falo aquilo que o Pai me ensinou. 29Aquele que me enviou está comigo. Ele não me deixou sozinho, porque sempre faço o que é de seu agrado”. 30Enquanto Jesus assim falava, muitos acreditaram nele.

Mensagem do dia:

"Se não podes entender, crê para que entendas. A fé precede, o intelecto segue."
Santo Agostinho

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Terça-feira - 19:30h -  Celebração da Palavra

                                    
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas
                                               
Quinta-feira - 07h - Santa Missa
                                   Presidida por: Pe. Danilo
                         19:30h – Noite de Louvor e Adoração.
Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                 Presidida por Pe. Emanuel
                 
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo - 08h - Concentração no Espírito Santo, com bênção dos ramos, seguindo para São Filipe. Todas as Comunidades do Tancredo Neves.
                              Presidida por Pe. Danilo

A paz de Jesus e o amor de Maria

segunda-feira, 23 de março de 2015

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'
​​​
​Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, nenhum mal eu temerei, estais comigo.
Salmo 22

Evangelho do dia: (Jo 8,1-11)


Naquele tempo, 1Jesus foi para o monte das Oliveiras. 2De madrugada, voltou de novo ao Templo. Todo o povo se reuniu em volta dele. Sentando-se, começou a ensiná-los. 3Entretanto, os mestres da Lei e os fariseus trouxeram uma mulher surpreendida em adultério. Levando-a para o meio deles, 4disseram a Jesus: “Mestre, esta mulher foi surpreendida em flagrante adultério. 5Moisés na Lei mandou apedrejar tais mulheres. Que dizes tu?”

6Perguntavam isso para experimentar Jesus e para terem motivo de o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, começou a escrever com o dedo no chão. 7Como persistissem em interrogá-lo, Jesus ergueu-se e disse: “Quem dentre vós não tiver pecado, seja o primeiro a atirar-lhe uma pedra”. 8E tornando a inclinar-se, continuou a escrever no chão.

9E eles, ouvindo o que Jesus falou, foram saindo um a um, a começar pelos mais velhos; e Jesus ficou sozinho, com a mulher que estava lá, no meio, em pé. 10Então Jesus se levantou e disse: “Mulher, onde estão eles? Ninguém te condenou?” 11Ela respondeu: “Ninguém, Senhor”. Então Jesus lhe disse: “Eu, também, não te condeno. Podes ir, e de agora em diante não peques mais”.

Mensagem do dia:
"Oração é o ato onipotente que coloca as forças do céu à disposição dos homens. "
Padre Marcelo Rossi

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Segunda-feira -  15h – Legião de Maria.
                            19h – AA
                            20h – Preparação pais e padrinhos para o batismo

                                       
Terça-feira - 19:30h -  Celebração da Palavra
                                     
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas
                                                
Quinta-feira - 07h - Santa Missa
                                   Presidida por: Pe. Danilo
                         19:30h – Noite de Louvor e Adoração.
Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                 Presidida por Pe. Emanuel
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo - 08h - Concentração no Espírito Santo, com bênção dos ramos, seguindo para São Filipe. Todas as Comunidades do Tancredo Neves.
                              Presidida por Pe. Danilo

A paz de Jesus e o amor de Maria

sexta-feira, 20 de março de 2015

Como se reza a via-sacra?

Rezar a via-sacra é muito fácil e leva apenas alguns minutos. No entanto, poucas pessoas sabem rezá-la.

Apresentamos, a seguir, um esquema básico desta linda oração:

Oração inicial

Senhor, concede-me a graça de compartilhar contigo o caminho da cruz, penetrar teus pensamentos e sentimentos: o que pensavas, o que sentias enquanto carregavas a cruz pela humanidade, por mim?  Ajuda-me a compreender um pouco mais do que esta via dolorosa significou para ti. Com a minha pequenez, eu me atrevo a caminhar contigo nestas estações, deixando-me impressionar pela contemplação do teu mistério, buscando teu olhar de dor, de agonia, de morte, de paz.

Jaculatória antes e depois de cada estação

Antes de cada estação: "Nós vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos porque pela vossa santa cruz remistes o mundo".

Depois  cada estação: "Salvador do mundo, salvai-nos, vós que nos libertastes pela cruz e ressurreição".

1ª estação: Jesus é julgado, acusado falsamente, caluniado, abandonado pelos seus amigos e injustamente condenado à morte.

Oração: Guardaste silêncio. Ó Jesus silencioso, ensina-me a calar e a guardar silêncio, inclusive no sofrimento!

2ª estação: Jesus carrega a cruz. Com grande amor a abraça. Nela, expiará nossos pecados. Ele pensa em nós e caminha rumo ao calvário.

Oração: Jesus, ensina-me a compreender tuas palavras: "Se alguém quiser me seguir, tome sua cruz e siga-me".

3ª estação: Jesus não aguenta mais, suas forças diminuem e Ele cai pela primeira vez.

Oração: Jesus, dá-me forças para levantar-me das minhas quedas. Anima meus desânimos.

4ª estação: Jesus encontra sua Mãe. A dor de ver sua Mãe sofrendo lhe abre mais feridas no coração. No entanto, ao mesmo tempo, ver o olhar amoroso de Maria o consola.

Oração: Maria, que vencendo todo respeito humano foste capaz de consolar teu Filho no caminho do calvário, ajuda-me a experimentar teu olhar nas minhas dificuldades e aflições.

5ª estação: O cireneu ajuda Jesus a carregar a cruz.

Oração: Jesus, assim como Simão te ajudou a carregar a cruz, ajuda-me nas minhas fraquezas e dificuldades.

6ª estação: O rosto desfigurado de Jesus comove o coração de uma mulher e, com um lenço, ela o enxuga cuidadosamente.

Oração: Jesus, grava tua imagem em meu coração, e que eu sempre me lembre dela.

7ª estação: Jesus, sob o peso da cruz, cai pela segunda vez.

Oração: Jesus, que não te cansem minhas constantes quedas!

8ª estação: O Senhor aceita a vã compaixão das filhas de Jerusalém.

Oração: Jesus, ajuda-me a aprender que carregar tua cruz é muito mais que todas as honras da terra.

9ª estação: Jesus cai pela terceira vez.

Oração: Jesus, que eu não perca a esperança quando experimentar a tua cruz na minha vida.

10ª estação: O Senhor é despojado das suas vestimentas.

Oração: Jesus, despojado de tudo, por amor a mim, ajuda-me a desprender-me, por amor a ti, de todas as criaturas, para que Tu sejas meu único tesouro.

11ª estação: Jesus é crucificado.

Oração: Jesus, que carregaste a cruz sem reclamar, concede-me jamais queixar-me por coisas inúteis, nem de ninguém, nem interiormente.

12ª estação: O Senhor morre na cruz.

Oração: Jesus, ajuda-me a aceitar de todo coração o tipo de morte que pensaste para mim, a aceitá-la com todas as suas angústias, penas e dores. Concede-me nesse momento unir-me à tua morte e oferecer a minha como consumação do meu caminho rumo a ti, aqui na terra.

13ª estação: O corpo de Jesus é tirado da cruz e recebido por Maria.

Oração: Jesus, que eu possa estar nos braços de Maria nos momentos mais difíceis da minha vida, e experimentar a proteção amorosa da tua santa Mãe.

14ª estação: Jesus é depositado no sepulcro.

Oração: Maria, minha Mãe, assim como João te fez companhia como um filho após a morte de Jesus, que eu possa sempre estar contigo, com os mesmos sentimentos do discípulo amado de Jesus.

Oração final

Senhor, que a meditação das tuas dores e sofrimentos destrua minha soberba, suavize meu coração e o prepare para receber teu inesgotável amor e perdão. Que, consciente das minhas quedas e defeitos, em meio às minhas penas e trabalhos, eu te busque sempre e que, contemplando teu coração aberto e ferido por amor a mim, eu possa mergulhar nele como uma gota de água, e me perca para sempre na imensidão da tua misericórdia. Amém. 

Fonte: Aleteia

Reunião de animadores


Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'
​​
​​​Do coração atribulado está perto o Senhor.
Salmo 33

Evangelho do dia: (Jo 7,1-2.10.25-30)


Naquele tempo, 1Jesus andava percorrendo a Galileia. Evitava andar pela Judeia, porque os judeus procuravam matá-lo. 2Entretanto, aproximava-se a festa judaica das Tendas. 10Quando seus irmãos já tinham subido, então também ele subiu para a festa, não publicamente mas sim como que às escondidas.

25Alguns habitantes de Jerusalém disseram então: “Não é este a quem procuram matar? 26Eis que fala em público e nada lhe dizem. Será que, na verdade, as autoridades reconheceram que ele é o Messias? 27Mas este, nós sabemos donde é. O Cristo, quando vier, ninguém saberá donde é”.

28Em alta voz, Jesus ensinava no Templo, dizendo: “Vós me conheceis e sabeis de onde sou; eu não vim por mim mesmo, mas o que me enviou é fidedigno. A esse, não o conheceis, 29mas eu o conheço, porque venho da parte dele, e ele foi quem me enviou”. 30Então, queriam prendê-lo, mas ninguém pôs a mão nele, porque ainda não tinha chegado a sua hora.

Mensagem do dia:
"Sede indulgentes e afáveis uns com os outros, como Deus o é convosco."
Santo Inácio de Antioquia

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                     Presidida por Pe. Emanuel

                 
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo - 10h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Edson


A paz de Jesus e o amor de Maria

quinta-feira, 19 de março de 2015

São José, protetor da Sagrada Família

Celebra-se hoje, 19 de março, a Solenidade de São José. Neste dia, a Igreja, espalhada pelo mundo todo, recorda solenemente a santidade de vida do seu patrono.

Esposo da Virgem Maria, modelo de pai e esposo, protetor da Sagrada Família, São José foi escolhido por Deus para ser o patrono de toda a Igreja de Cristo.

Seu nome, em hebraico, significa “Deus cumula de bens”.

No Evangelho de São Mateus vemos como foi dramático para esse grande homem de Deus acolher, misteriosa, dócil e obedientemente, a mais suprema das escolhas: ser pai adotivo de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Messias, o Salvador do mundo.

“Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor tinha mandado e acolheu sua esposa” (Mt 1,24).

O Verbo Divino quis viver em família. Hoje, deparamos com o testemunho de José, “Deus cumula de bens”; mas, para que este bem maior penetrasse na sua vida e história, ele precisou renunciar a si mesmo e, na fé, obedecer a Deus acolhendo a Virgem Maria.

Da mesma forma, hoje São José acolhe a Igreja, da qual é o patrono. E é grande intercessor de todos nós.

Que assim como ele, possamos ser dóceis à Palavra e à vontade do Senhor.

São José, rogai por nós!

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?


'​A paz esteja nesta casa!'
​​
​Eis que a sua descendência durará eternamente.
Salmo 88

Evangelho do dia: (Mt 1,16.18-21.24a)

16Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. 18A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria em segredo. 20Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”. 24aQuando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado.

Mensagem do dia:
"Cuidado com os semeadores que você não conhece. Há muita maldade escondida em sorrisos sedutores.."
 Padre Jonas Abib
PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Quinta-feira - 07h - Santa Missa
                                  Presidida por: Pe. Danilo
                         19:30h – Não haverá Adoração.

Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                 Presidida por Pe. Emanuel
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo - 10h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Edson

 A paz de Jesus e o amor de Maria

quarta-feira, 18 de março de 2015

Oração a Nossa Senhora para vencer as tentações

Ela cuidou de Jesus e agora quer cuidar de você

Uma oração simples e poderosa para vencer as tentações:

Mãe querida,

acolhe-me em teu colo,

cobre-me com teu manto protetor

e, com esse doce carinho

que tens pelos teus filhos,

afasta de mim

as ciladas do inimigo

e intercede intensamente

para impedir

que as suas astúcias

me façam cair.

A ti me confio

e em tua intercessão espero.

Amém.

Fonte: Aleteia

Comunicado


Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'
​​
​Misericórdia e piedade é o Senhor.
Salmo 144

Evangelho do dia: (Jo 5,17-30)


Naquele tempo, 17Jesus respondeu aos judeus: “Meu Pai trabalha sempre, portanto também eu trabalho”. 18Então, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque, além de violar o sábado, chamava Deus o seu Pai, fazendo-se, assim, igual a Deus.

19Tomando a palavra, Jesus disse aos judeus: “Em verdade, em verdade vos digo, o Filho não pode fazer nada por si mesmo; ele faz apenas o que vê o Pai fazer. O que o Pai faz, o Filho o faz também. 20O Pai ama o Filho e lhe mostra tudo o que ele mesmo faz. E lhe mostrará obras maiores ainda, de modo que ficareis admirados.

21Assim como o Pai ressuscita os mortos e lhes dá a vida, o Filho também dá a vida a quem ele quer. 22De fato, o Pai não julga ninguém, mas ele deu ao Filho o poder de julgar, 23para que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honra o Filho, também não honra o Pai que o enviou.

24Em verdade, em verdade, eu vos digo, quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, possui a vida eterna. Não será condenado, pois já passou da morte para a vida. 25Em verdade, em verdade, eu vos digo: está chegando a hora, e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus e os que a ouvirem viverão.

26Porque, assim como o Pai possui a vida em si mesmo, do mesmo modo concedeu ao Filho possuir a vida em si mesmo. 27Além disso, deu-lhe o poder de julgar, pois ele é o Filho do Homem. 28Não fiqueis admirados com isso, porque vai chegar a hora em que todos os que estão nos túmulos ouvirão a voz do Filho e sairão: 29aqueles que fizeram o bem, ressuscitarão para a vida; e aqueles que praticaram o mal, para a condenação.

30Eu não posso fazer nada por mim mesmo. Eu julgo conforme o que escuto, e meu julgamento é justo, porque não procuro fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.

Mensagem do dia:
"Deus nunca deixou trabalho sem recompensa, nem lágrima sem consolação."
Padre Cícero

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas

                                                
Quinta-feira - 07h - Santa Missa
                                Presidida por: Pe. Danilo
                      19:30h – Noite de Louvor e Adoração.

Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                    Presidida por Pe. Emanuel
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo - 10h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Edson

A paz de Jesus e o amor de Maria

terça-feira, 17 de março de 2015

Convite Audiência


Clique na imagem para ampliar

O que fazer quando uma criança chora na missa?

Dicas práticas para os pais – e até conselhos do Papa Francisco

O que fazer quando uma criança começa a chorar na missa? É preciso sentar-se lá no fundo da igreja? Os pais devem ir à missa separadamente enquanto os filhos são pequenos? Alguém sabe onde fica o botão "off" em um bebê que berra no meio da consagração?

"As crianças precisam ser crianças, mas às vezes parece que não queremos que elas o sejam", afirma o pároco da igreja de Santo Emílio, de Madri. É comum ouvir esse padre dizer aos pais que ficam nervosos quando seus filhos fazem barulho na igreja: "Não se preocupem: Deus fica muito contente com a presença das crianças aqui!".

Por isso, o padre pede que aceitemos com realismo que "precisamos ser conscientes de que as crianças às vezes dão trabalho, e é preciso aceitá-las como elas são, amá-las como elas são, pois, na realidade, é assim que Deus nos ama."

E continua: "E Deus ama as crianças também. Quando elas fazem algo errado, é então que mais precisamos amá-las, amá-las seriamente e com carinho. Depois, na hora de corrigi-las, é preciso fazer isso com carinho."

O que fazer, então, quando uma criança começa a chorar na igreja?

Alguns propõem – como os autores do livro "Family Chef" – que as crianças se sentem no primeiro banco. Outras famílias preferem sentar-se no fundo da igreja, para que, se a criança chorar, possam estar mais perto da porta e sair para acalmar a pequena.

Pablo Maldonado opina que "é preciso aproveitar também que certas paróquias tenham cuidadores. As crianças vão à missa com seus pais, e os pais podem participar sem problemas. Os filhos nunca esquecerão da presença da família inteira na missa, porque são como esponjas que absorvem tudo o que vivem".

É preciso ir tentando vários caminhos até encontrar a solução mais adequada para cada família, mas sem perder a perspectiva, porque "o importante é que essa fé que queremos transmitir em cada seja vivida por nós primeiro. Eu mesmo encontrei o Senhor vendo a fé dos meus pais. Lembro-me como, quando era criança, em momentos de dificuldade, eles recorriam a Deus, e isso me ajudou muito quando já me tornei adulto", conta Maldonado.

De qualquer maneira, ele defende que "é preciso ensinar os filhos a rezar rezando. Do que semeamos na infância não se perde nada. Há muitos jovens que voltam à Igreja graças a essas experiências de fé que viveram na infância".

Os pais têm que oferecer aos seus filhos um amor incondicional, e que as crianças vejam que a fé se vive em casa – e isso inclui a missa.

Finalmente, é indispensável que os pais não se esqueçam de rezar pelos filhos.

Fonte: Aleteia

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?


'​A paz esteja nesta casa!'
​​​
​Conosco está o Senhor do Universo! O nosso refúgio é o Deus de Jacó.

Salmo 45

Evangelho do dia: (Jo 5,1-16)

1Houve uma festa dos judeus, e Jesus foi a Jerusalém. 2Existe em Jerusalém, perto da porta das Ovelhas, uma piscina com cinco pórticos, chamada Betesda em hebraico. 3Muitos doentes ficavam ali deitados — cegos, coxos e paralíticos. 4De fato, um anjo descia, de vez em quando, e movimentava a água da piscina, e o primeiro doente que aí entrasse, depois do borbulhar da água, ficava curado de qualquer doença que tivesse. 5Aí se encontrava um homem, que estava doente havia trinta e oito anos.

6Jesus viu o homem deitado e sabendo que estava doente há tanto tempo, disse-lhe: “Queres ficar curado?” 7O doente respondeu: “Senhor, não tenho ninguém que me leve à piscina, quando a água é agitada. Quando estou chegando, outro entra na minha frente”. 8Jesus disse: “Levanta-te, pega tua cama e anda”. 9No mesmo instante, o homem ficou curado, pegou sua cama e começou a andar.

Ora, esse dia era um sábado. 10Por isso, os judeus disseram ao homem que tinha sido curado: “É sábado! Não te é permitido carregar tua cama”. 11Ele respondeu-lhes: “Aquele que me curou disse: ‘Pega tua cama e anda’”. 12Então lhe perguntaram: “Quem é que te disse: ‘Pega tua cama e anda’?” 13O homem que tinha sido curado não sabia quem fora, pois Jesus se tinha afastado da multidão que se encontrava naquele lugar.

14Mais tarde, Jesus encontrou o homem no Templo e lhe disse: “Eis que estás curado. Não voltes a pecar, para que não te aconteça coisa pior”. 15Então o homem saiu e contou aos judeus que tinha sido Jesus quem o havia curado. 16Por isso, os judeus começaram a perseguir Jesus, porque fazia tais coisas em dia de sábado.

Mensagem do dia:
"Você sabe que alguém te ama não pelo que ele fala, mas pelo o que faz. O amor não sobrevive de teorias."
Padre Fábio de Melo

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Terça-feira - 19:30h -  Celebração da Palavra

                                     
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas
                                                
Quinta-feira - 07h - Santa Missa
                                   Presidida por: Pe. Danilo
                         19:30h – Noite de Louvor e Adoração.

Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                 Presidida por Pe. Emanuel
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo - 10h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Edson

A paz de Jesus e o amor de Maria

segunda-feira, 16 de março de 2015

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'

​​​Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes!

Salmo 29

Evangelho do dia: (Jo 4, 43-54)


Naquele tempo, 43Jesus partiu da Samaria para Galileia. 44O próprio Jesus tinha declarado que um profeta não é honrado na sua própria terra. 45Quando então chegou à Galileia, os galileus receberam-no bem, porque tinham visto tudo o que Jesus tinha feito em Jerusalém, durante a festa. Pois também eles tinham ido à festa. 46Assim, Jesus voltou para Caná da Galileia, onde havia transformado água em vinho.

Havia em Cafarnaum um funcionário do rei que tinha um filho doente. 47Ouviu dizer que Jesus tinha vindo da Judeia para a Galileia. Ele saiu ao seu encontro e pediu-lhe que fosse a Cafarnaum curar seu filho, que estava morrendo. 48Jesus disse-lhe: “Se não virdes sinais e prodígios, não acreditais”. 49O funcionário do rei disse: “Senhor, desce, antes que meu filho morra!”50Jesus lhe disse: “Podes ir, teu filho está vivo”. O homem acreditou na palavra de Jesus e foi embora.

51Enquanto descia para Cafarnaum, seus empregados foram ao seu encontro, dizendo que o seu filho estava vivo. 52O funcionário perguntou a que horas o menino tinha melhorado. Eles responderam: “A febre desapareceu, ontem, pela uma da tarde”. 53O pai verificou que tinha exatamente na mesma hora em que Jesus lhe havia dito: “Teu filho está vivo”. Então, ele abraçou a fé, juntamente com toda a sua família. 54Esse foi o segundo sinal de Jesus. Realizou-o quando voltou da Judeia para a Galileia.

Mensagem do dia:
"Deus é nosso Pai. O que se pode temer tendo um Pai como este?"
São Padre Pio de Pietrelcina

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Segunda-feira -  15h – Legião de Maria.
                            19h – AA
                            20h – Preparação pais e padrinhos para o batismo

                                       
Terça-feira - 19:30h -  Celebração da Palavra
                                     
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas
                                                
Quinta-feira - 07h - Santa Missa
                                   Presidida por: Pe. Danilo
                         19:30h – Noite de Louvor e Adoração.

Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                 Presidida por Pe. Emanuel
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo - 10h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Edson

A paz de Jesus e o amor de Maria

quarta-feira, 11 de março de 2015

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'
​​​​

​Glorifica o Senhor, Jerusalém!
Salmo 144

Evangelho do dia: (Mt 5,17-19)


Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 17“Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas”. Não vim para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento. 18Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da lei, sem que tudo se cumpra.

19Portanto, quem desobedecer a um só desses mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus.

Mensagem do dia:

"O mundo pode até fazer você chorar, mas Deus te quer sorrindo."
Padre Marcelo Rossi

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas

                                                
Quinta-feira - 07h - Santa Missa
                                   Presidida por: Pe. Danilo
                         19:30h – Noite de Louvor e Adoração.

Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                 Presidida por Pe. Emanuel
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo - 10h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Danilo


A paz de Jesus e o amor de Maria

terça-feira, 10 de março de 2015

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'
​​
​Recordai, Senhor, a vossa compaixão!

Salmo 24

Evangelho do dia: (Mt 18,21-35)


Naquele tempo, 21Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?”

22Jesus respondeu: “Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. 23Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. 24Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna. 25Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e os filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida.

26O empregado, porém, caiu aos pés do patrão, e prostrado, suplicava: ‘Dá-me um prazo! e eu te pagarei tudo’. 27Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida.

28Ao sair dali, aquele empregado encontrou um de seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Paga o que me deves’. 29O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: ‘Dá-me um prazo! e eu te pagarei’. 30Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que ele pagasse o que devia.

31Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. 32Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: ‘Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. 33Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?’ 34O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida.

35É assim que meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão”.

Mensagem do dia:
"Palavras erradas costumam machucar para o resto da vida, já o silêncio certo pode ser a resposta de muitas perguntas..."
Padre Fábio de Melo

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Terça-feira - 19:30h -  Celebração da Palavra

                                     
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas
                                                
Quinta-feira - 07h - Santa Missa
                                   Presidida por: Pe. Danilo
                         19:30h – Noite de Louvor e Adoração.
Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                 Presidida por Pe. Emanuel
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo - 10h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Danilo

 A paz de Jesus e o amor de Maria

segunda-feira, 9 de março de 2015

Por que rezar a Via-Sacra? O Papa Francisco dá 8 motivos

Uma prática cristã fantástica para encontrar-se profundamente com Jesus

A Via-Sacra é uma antiga tradição da Igreja Católica que remonta ao século IV, quando os cristãos se dirigiam em peregrinação à Terra Santa.

Como muitas das nossas tradições católicas, a Via-Sacra pode ser rica, profunda e repleta de sentido, mas, ao mesmo tempo, podemos perder a visão do que ela significa e de como relacioná-la com a nossa vida cotidiana.

Tendo o Papa Francisco como nosso diretor espiritual nesta Quaresma, apresentamos, a seguir, 8 motivos pelos quais, segundo ele, deveríamos rezar a Via-Sacra:

1. A Via-Sacra nos ajuda a colocar nossa confiança em Deus

“Na Cruz de Cristo, está todo o amor de Deus, está a sua imensa misericórdia. E este é um amor em que podemos confiar, em que podemos crer. Confiemos em Jesus, abandonemo-nos a Ele, porque nunca desilude ninguém! Só em Cristo morto e ressuscitado encontramos a salvação e a redenção.” (Discurso na Via-Sacra da JMJ 2013)

2. A Via-Sacra nos mostra nosso lugar na história

“E você qual destes quer ser? Como Pilatos, como o Cireneu, como Maria? Agora Jesus está olhando para você e lhe diz: Quer ajudar-me a carregar a Cruz? Irmãos e irmãs, com toda a sua força jovem, que lhe respondem?” (Discurso na Via-Sacra da JMJ 2013)

3. A Via-Sacra nos recorda que Jesus sofre conosco

“Na Cruz de Cristo, está o sofrimento, o pecado do homem, o nosso também, e Ele acolhe tudo com seus braços abertos, carrega nas suas costas as nossas cruzes e nos diz: Coragem! Você não está sozinho a levá-la! Eu a levo com você. Eu venci a morte e vim para lhe dar esperança, dar-lhe vida." (Discurso na Via-Sacra da JMJ 2013)

4. A Via-Sacra nos convida à ação

“Mas a Cruz de Cristo convida também a deixar-nos contagiar por este amor; ensina-nos, pois, a olhar sempre para o outro com misericórdia e amor, sobretudo quem sofre, quem tem necessidade de ajuda, quem espera uma palavra, um gesto; a Cruz nos convida a sair de nós mesmos para ir ao encontro destas pessoas e lhes estender a mão.” (Discurso na Via-Sacra da JMJ 2013)

5. A Via-Sacra nos ajuda a tomar uma decisão a favor de (ou contra) Jesus

“[A Cruz] revela um julgamento: Deus, ao nos julgar, nos ama. Lembremos disso: Deus nos julga amando-nos. Se eu aceito seu amor, então sou salvo; se o rejeito, então me condeno. Não é Ele que me condena, sou eu mesmo, porque Deus nunca condena, Ele só ama e salva.” (Discurso na Via-Sacra da JMJ 2013)

6. A Via-Sacra revela a resposta de Deus ao mal no mundo

“A Cruz é a palavra por meio da qual Deus respondeu ao mal no mundo. Algumas vezes, parece que Deus não reage diante do mal, parece que fica em silêncio. No entanto, Deus falou, respondeu, e sua resposta é a Cruz de Cristo: uma palavra que é amor, misericórdia, perdão.” (Discurso na Via-Sacra da JMJ 2013)

7. A Via-Sacra nos dá a certeza do amor de Deus por nós

“O que a Cruz deu aos que olharam para ela, aos que a tocaram? O que a Cruz deixou em cada um de nós? Ela nos dá um tesouro que ninguém mais pode dar: a certeza do amor fiel que Deus tem por nós.” (Discurso na Via-Sacra da JMJ 2013)

8. A Via-Sacra nos guia da cruz à Ressurreição

“Ó Jesus, guiai-nos da Cruz à Ressurreição, e ensinai-nos que o mal não tem a última palavra, mas sim o amor, a misericórdia e o perdão. Ó Cristo, ajudai-nos a exclamar outra vez: 'Ontem fui crucificado com Cristo, hoje sou glorificado com Ele. Ontem morri com Ele, hoje vivo com Ele. Ontem fui enterrado com Ele, hoje ressuscito com Ele'.” (Discurso na Via-Sacra da JMJ 2013) 

Fonte: Aleteia

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'
​​​
​Minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo: e quando verei a face de Deus?

Salmo 41

Evangelho do dia: (Lc 4,24-30)


Jesus, vindo a Nazaré, disse ao povo na sinagoga: 24“Em verdade eu vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria. 25De fato, eu vos digo: no tempo do profeta Elias, quando não choveu durante três anos e seis meses e houve grande fome em toda a região, havia muitas viúvas em Israel. 26No entanto, a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a uma viúva em Sarepta, na Sidônia. 27E no tempo do profeta Eliseu, havia muitos leprosos em Israel. Contudo, nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio”.

28Quando ouviram estas palavras de Jesus, todos na sinagoga ficaram furiosos. 29Levantaram-se e o expulsaram da cidade. Levaram-no até o alto do monte sobre o qual a cidade estava construída, com a intenção de lançá-lo no precipício. 30Jesus, porém, passando pelo meio deles, continuou o seu caminho.

Mensagem do dia:
"Se o Senhor não vem, nós vamos para o encontro derradeiro com Ele."
Mons. Jonas Abib

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Segunda-feira -  15h – Legião de Maria.
                            19h – AA
                            20h – Preparação pais e padrinhos para o batismo

                                       
Terça-feira - 19:30h -  Celebração da Palavra
                                     
Quarta-feira - 19h – Terço em família nas casas
                                                
Quinta-feira - 07h - Santa Missa
                                   Presidida por: Pe. Danilo
                         19:30h – Noite de Louvor e Adoração.
Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                 Presidida por Pe. Emanuel
                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora
Domingo - 10h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Danilo

 A paz de Jesus e o amor de Maria

sexta-feira, 6 de março de 2015

Para crescer na fé: as três árvores

Entenda por que seus planos nem sempre coincidem com os de Deus

Havia, no alto da montanha, três pequenas árvores que sonhavam com o que seriam depois de grandes...

A primeira, olhando as estrelas, disse:
- Eu quero ser o baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros.
Para tal, até me disponho a ser cortada.

A segunda olhou para o riacho e suspirou:
- Eu quero ser um grande navio para transportar reis e rainhas.

A terceira árvore olhou o vale e disse:
- Eu quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto que,
as pessoas ao olharem para mim, levantem seus olhos e pensem em Deus.

Muitos anos se passaram, e certo dia vieram três lenhadores e cortaram as três árvores, todas muito ansiosas em serem transformadas naquilo com que sonhavam. Mas lenhadores não costumam ouvir e nem entender sonhos! Que pena!

A primeira árvore acabou sendo transformada num cocho de animais, coberto de feno.

A segunda virou um simples e pequeno barco de pesca, carregando pessoas e peixes todos os dias.

E a terceira, mesmo sonhando em ficar no alto da montanha, acabou cortada em altas vigas e colocada de lado em um depósito.

E todas as três se perguntavam desiludidas e tristes:
- Para que isso?

Mas, numa certa noite, cheia de luz e de estrelas, onde havia mil melodias no ar, uma jovem Mulher colocou seu Menino recém-nascido naquele cocho de animais. E de repente, a primeira árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo!

A segunda árvore, anos mais tarde, acabou transportando um Homem que acabou dormindo no barco, mas quando a tempestade quase afundou o pequeno barco, o homem se levantou e disse: "PAZ"! E num relance, a segunda árvore entendeu que estava carregando o rei dos céus e da terra.

Tempos mais tarde, numa sexta-feira, a terceira árvore espantou-se quando suas vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nela. Logo, sentiu-se horrível e cruel. Mas logo no Domingo, o mundo vibrou de alegria e a terceira árvore entendeu que nela havia sido pregado um homem para salvação da humanidade, e que as pessoas sempre se lembrariam de Deus e de seu filho Jesus Cristo ao olharem para ela.

As árvores haviam tido sonhos... Mas as suas realizações foram mil vezes melhores e mais sábias do que haviam imaginado.

Temos os nossos sonhos e nossos planos que, por vezes, não coincidem com os planos que Deus tem para nós; e, quase sempre, somos surpreendidos com a sua generosidade e misericórdia. É importante compreendermos que tudo vem de Deus, acreditarmos, termos fé, pois Ele sabe muito bem o que é melhor para cada um de nós!

(Autor desconhecido) 

Fonte: Aleteia

Bom Dia Espírito Santo, O Que Vamos Fazer Juntos Hoje?

'​A paz esteja nesta casa!'
​​
​​Lembrai sempre as maravilhas do Senhor!

Salmo 104

Evangelho do dia: (Mt 21,33-43.45-46)

Naquele tempo, dirigindo-se Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo, disse-lhes: 33“Escutai esta outra parábola: Certo proprietário plantou uma vinha, pôs uma cerca em volta, fez nela um lagar para esmagar as uvas e construiu uma torre de guarda. Depois arrendou-a a vinhateiros, e viajou para o estrangeiro. 34Quando chegou o tempo da colheita, o proprietário mandou seus empregados aos vinhateiros para receber seus frutos.

35Os vinhateiros, porém, agarraram os empregados, espancaram a um, mataram a outro, e ao terceiro apedrejaram. 36O proprietário mandou de novo outros empregados, em maior número do que os primeiros. Mas eles os trataram da mesma forma. 37Finalmente, o proprietário, enviou-lhes o seu filho, pensando: ‘Ao meu filho eles vão respeitar’.

38Os vinhateiros, porém, ao verem o filho, disseram entre si: ‘Este é o herdeiro. Vinde, vamos matá-lo e tomar posse da sua herança!’ 39Então agarraram o filho, jogaram-no para fora da vinha e o mataram. 40Pois bem, quando o dono da vinha voltar, que fará com esses vinhateiros?”

41Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “Com certeza mandará matar de modo violento esses perversos e arrendará a vinha a outros vinhateiros, que lhe entregarão os frutos no tempo certo”.

42Então Jesus lhes disse: “Vós nunca lestes nas Escrituras: ‘A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular; isto foi feito pelo Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos?” 43Por isso eu vos digo: o Reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que produzirá frutos.

45Os sumos sacerdotes e fariseus ouviram as parábolas de Jesus, e compreenderam que estava falando deles. 46Procuraram prendê-lo, mas ficaram com medo das multidões, pois elas consideravam Jesus um profeta.

Mensagem do dia:
"É preciso deixar marcas de eterno por onde passamos e com quem convivemos"
Padre Leo

PEDIDO DE ORAÇÃO

AVISOS:
Sexta-feira -  19:30h - Santa Missa
                                 Presidida por Pe. Emanuel

                  
Sábado -  06:30h – Ofício de Nossa Senhora

Domingo -  06:30h – Caminhada Penitencial da Conceição da Praia ao Bonfim.

                     10h - Não Haverá Santa Missa
                     17h - Santa Missa
                              Presidida por Pe. Emanuel

A paz de Jesus e o amor de Maria

quarta-feira, 4 de março de 2015

Mas afinal, que negócio é esse de pecado?

Pecado original, pessoal, venial, mortal, capital... O que é que tudo isso quer dizer?


O que é o pecado?

O conceito de pecado é bastante simples: basicamente, o pecado é um ato de egoísmo exagerado. É preferir a si mesmo e antepor-se a Deus e aos outros, cedendo às paixões desordenadas que nos colocam no centro da nossa própria existência e negando a nossa natureza, que só se completa quando se abre ao próximo e a Deus. O pecado é a recusa a instaurar com Deus e com os outros uma relação de amor. O pecado é um "converter-se às criaturas" e "rejeitar o Criador". Em geral, o pecador só deseja os prazeres proporcionados pelas criaturas, e não necessariamente quer rejeitar o Criador. No entanto, ao se deixar seduzir por satisfações fugazes proporcionadas pelas criaturas, o pecador sabe, implicitamente, que está agindo contra o amor do Criador, pois sente que o prazer terreno não o preenche e, mesmo assim, não resiste a ele.

É por isso que o pecado fere o próprio pecador, afastando-o da plenitude oferecida por Deus. E é por isso que o pecado ofende a Deus: não porque Deus, como Deus, seja diminuído, mas porque nós próprios, ao pecar, nos diminuímos diante da grandeza que Deus nos oferece.

Para Jesus, o pecado nasce no interior do homem (cf. Mt 15, 10-20). É por isso que é necessária a transformação interior, do coração. Para Jesus, o pecado é uma escravidão: o homem se deixa ficar em poder do maligno, valorizando falsamente as coisas deste mundo, deixando-se arrastar pelo imediato, por satisfações sensíveis que não saciam a nossa sede de amor e de plenitude.

Quais são os tipos de pecado?

1 - O pecado original é a herança que todos recebemos dos nossos primeiros pais, Adão e Eva: eles desconfiaram do amor de Deus Pai e cederam à tentação de deixá-lo de fora das suas escolhas pessoais. Como filhos de uma humanidade que perdeu a inocência, todos nós nascemos com a natureza caída de pecadores e precisamos da graça de Deus, mediante o sacramento do batismo, para purificar a nossa alma.

2 - O pecado atual ou pessoal é aquele que cometemos como indivíduos, voluntária e conscientemente. Pode ser cometido de quatro maneiras: com o pensamento, com as palavras, com as obras ou com as omissões. E pode ser contra Deus, contra o próximo ou contra nós mesmos. O pecado pessoal pode ser mortal ou venial:

2.1. O pecado venial ou leve é aquele que cometemos sem plena consciência ou sem pleno consentimento, ou então com plena consciência e consentimento, mas em matéria leve.

2.2. O pecado mortal ou grave é aquele que envolve três fatores simultâneos: plena consciência, pleno consentimento e matéria grave.

O que é matéria grave e matéria leve?

A "matéria" é o "fato" pecaminoso em si. É grave quando fere seriamente qualquer um dos dez mandamentos. Alguns exemplos: negar a existência de Deus, ofender a Deus, ofender os pais, matar ou ferir gravemente qualquer pessoa, colocar a si próprio em grave risco de morte sem justa razão, cometer atos impuros, roubar objetos de valor, caluniar, cometer graves omissões no cumprimento do dever, causar escândalo ao próximo.

Já a matéria leve é aquela que não fere seriamente nenhum dos dez mandamentos, ainda que consista num ato contrário a algum deles. Por exemplo: roubar é pecado, mas a gravidade desse pecado tem graus diversos. Furtar dez centavos não costuma prejudicar consideravelmente a vítima do furto; já o furto ou roubo de uma quantia cuja perda prejudica a vítima de modo considerável passa a ser matéria grave.

Quais são os efeitos do pecado?

O pecado mortal mata a vida da graça na alma, rompendo a relação vital com Deus; separa Deus da alma; faz com que percamos todos os méritos das coisas boas que fazemos; impede que a alma participe da eternidade com Deus. Como é perdoado o pecado mortal? Com uma boa confissão ou com um ato de contrição perfeito, unido ao propósito de confissar-se assim que for possível.

Quanto ao pecado venial, ele enfraquece o amor a Deus, vai esfriando a relação com Ele, priva a alma de muitas graças que ela receberia de Deus se não pecasse, facilita o pecado grave. Como se apaga o pecado venial? Com o arrependimento e boas obras, como orações, missas, comunhão e obras de misericórdia.

E os pecados capitais, onde é que entram?


Os pecados capitais requerem especial atenção porque são causa de outros pecados. Podem ser veniais ou mortais, dependendo das condições explicadas acima. Sempre, porém, são "cabeças" de novos pecados e é daí que vem o termo "capital". São sete:

- Soberba: a estima exagerada de si mesmo e o desprezo pelos outros.
- Avareza: o desejo desmesurado de dinheiro e de posses.
- Luxúria: o apetite e uso desordenado do prazer sexual.
- Ira: o impulso desordenado a reagir com raiva contra alguém ou algo.
- Preguiça: a falta de vontade no cumprimento do dever e no uso do ócio.
- Inveja: a tristeza pelo bem do próximo, considerado como mal próprio.
- Gula: a busca excessiva do prazer pelos alimentos e pela bebida.

Há algum pecado que não pode ser perdoado?

Sim: o pecado contra o Espírito Santo (cf. Mt 12, 30-32). Em que ele consiste? Na atitude permanente de desafiar a graça divina; em fechar-se a Deus, em recusar a sua mensagem. Essa atitude impossibilita o arrependimento. E, como Deus respeita a nossa liberdade e o nosso livre arbítrio, Ele próprio se deixa obrigar por nós a não nos dar o seu perdão, que depende da nossa aceitação voluntária. O pecado contra o Espírito Santo pode se manifestar, por exemplo, no desespero da salvação, na presunção de se salvar sem mérito, na luta contra a verdade conhecida, na obstinação em permanecer no pecado, na impenitência final na hora da morte.

Então qualquer outro pecado, bastando querermos sinceramente, pode ser perdoado?

É claro! Deus quer tanto a nossa plena realização junto dele que não hesitou em morrer na cruz para nos redimir! Deus nos espera sempre de braços abertos como um Pai que se esquece de todas as nossas ingratidões, como Ele mesmo deixa claro na belíssima parábola do filho pródigo (cf. Lc 15,11ss). Basta querermos de verdade o Seu abraço!

(Com extratos do livro "Jesus Cristo", do pe. Antonio Rivero, LC)

Fonte: Aleteia